Qual será o futuro das oficinas mecânicas?

Atualizado em 11 de outubro de 2021

Essa pergunta sempre está presente em nossas aulas do Treinamento Mestre Automotivo ou nas conversas com os clientes. E então, afinal, qual será o futuro das oficinas mecânicas?

Para responder essa pergunta e mostrar um panorama de quais competências serão necessárias para ter sucesso no futuro, entrevistamos três especialistas.

Confira a entrevista com os especialistas Laerte Rabelo, Consultor técnico Simplo; Tales Domingues, o Dr. Carro; e Alex Tadeu, reparador e professor.

Futuro das oficinas mecânicas para Alex Tadeu

“O futuro das oficinas mecânicas acontece em 3 pilares: conhecimento, estrutura e gestão”. Alex Tadeu

Para Alex Tadeu, Instrutor Técnico da ARB Treinamentos Automotivos e Especialista em Sistemas de Segurança Veicular, a pessoa que está no comando da oficina mecânica precisa buscar conhecimento constantemente.

As informações e as novas tecnologias chegam em grande volume e a todo momento.

O reparador não consegue absorver tudo. Por isso, precisa buscar conhecimento e investir em literatura técnica.

3 pilares do futuro das oficinas mecânicas

Tadeu ainda enumerou 3 pilares para o futuro da oficina mecânica:

  1. Conhecimento: buscar atualização e estudar sempre.
  2. Estrutura: investir em ferramentas e novas tecnologias.
  3. Gestão: cuidar da gestão financeira e de pessoas, principalmente.

Além disso, ele reforça que uma das promessas para o futuro é apostar no reparo de veículos elétricos.

No Brasil, existem poucas oficinas para reparo desses veículos e quem sair na frente pode ganhar mercado muito rápido.

Ele conclui que o reparador não precisa conhecer tudo.

É necessário, sim, focar em algum nicho. Por exemplo, ser especialista em airbags, direção elétrica ou em montadoras específicas, como BMW, Chevrolet etc.

A oficina mecânica do futuro para Tales Domingues – Dr. Carro

“As oficinas mecânicas do futuro não vão poder atender carros de para-choque a para-choque, fazer de tudo e entender de tudo. Ser especialista em tudo é surreal, não faz sentido algum”. Tales, Dr. Carro.

Tales Domingues, o @doutorcarro, que realiza treinamentos para profissionais da área de reparação, comenta que o futuro da oficina mecânica são as oficinas especializadas.

Para ele as oficinas monomarcas ou especializadas, que atendem só um tipo de serviço ou uma montadora terão muito mais sucesso no futuro. Por exemplo, uma reparadora que atenda somente transmissão automática.

A grande sacada é focar em um segmento ou modelo. Dessa maneira, as reparadoras que atendem multimontadoras como vemos hoje, não vão mais existir no futuro.

Diagnóstico automotivo no futuro

Dr. Carro compara o diagnóstico automotivo como uma consulta ao clínico geral. O médico irá detectar o tipo de doença e encaminhar o paciente para o especialista daquela área.

Com os automóveis acontecerão da mesma maneira. Após a reparadora realizar o diagnóstico, ela pode terceirizar o serviço ou fazer parcerias para indicar a uma oficina especializada.

Assim, sempre vai ter aquele que faz reparos simples, revisão e manutenção, mas ele vai indicar o especialista para resolver o problema.

Qualidade de vida do profissional

Tales ressalta que o foco no futuro também será a qualidade de vida do profissional.

“Isso vai ser prioridade, não adianta você ter uma oficina cheia de clientes, com muito serviço, mas perder momentos em família e não ter resultados financeiros também”, afirmou Tales.

Para ele, o bem-estar do profissional caminha junto com o sucesso da oficina mecânica. É preciso aumentar a qualidade de vida e focar em uma montadora ou serviço.

Como será a oficina mecânica no futuro para Laerte Rabelo

“As oficinas mecânicas do futuro devem estar mais próximas dos clientes nas redes sociais e dar feedback a eles”. – Laerte Rabelo

Laerte Rabelo, consultor técnico do Simplo, destaca dois pontos importantes para o sucesso das oficinas mecânicas no futuro: atualização e gestão.

É preciso estar atualizado tecnologicamente e investir em capacitação da equipe também. Não adianta ter todas as ferramentas novas e não saber utilizá-las.

A capacitação deve acontecer constantemente. Por isso, é preciso buscar conhecimento até mesmo no exterior, mas não dá para ficar para trás da concorrência.

Laerte ressalta a importância do cuidado com a gestão financeira e gestão de pessoas. Somado a isso, é imprescindível modernizar os processos e a forma de trabalho.

Marketing digital e o futuro das oficinas mecânicas

A dica do Laerte é procurar estar mais próximo dos clientes nas redes sociais. Além de estar presente nos canais digitais e dar feedback aos clientes.

Ele conclui que viver no futuro é estar atualizado nas tecnologias e investir nas áreas de tecnologia automotiva, diagnóstico automotivo e veículos elétricos.

Faça parte da Comunidade Simplo

Gostou da opinião dos especialistas sobre como será a oficina do futuro?

Fique por dentro desses e outros assunto do mundo automotivo. Faça parte da Comunidade Simplo!