Técnica para calcular o preço de mão de obra de oficina mecânica em 2021

Preço de mão obra mecânico

Atualizado em 1 de junho de 2021

Descubra a melhor estratégia de precificação de serviços e como determinar o preço de mão de obra de oficina mecânica

Sabe quando algum cliente chega na sua oficina já perguntando quanto custará o conserto do carro? Na maioria das vezes, pode ser que você se veja numa situação desconfortável por não saber como calcular mão de obra mecânica. Fazer um orçamento  não é uma tarefa fácil, ainda mais quando se trata de prestação de serviços mecânicos.

Estratégia de precificação de serviços

Antes de precificar serviços, é necessário fazer um diagnóstico para saber o problema do carro. E isso exige conhecimento sobre o veículo, mas a gente sabe que não há como decorar o sistema funcional de cada carro existente no Brasil.

Nessa questão, há diversas maneiras de buscar informações. Pode-se perguntar a amigos do mercado ou pesquisar na internet. Porém, na maioria dos casos, isso é perigoso. Você pode encontrar informações duvidosas ou fora de contexto.

Para um diagnóstico mais preciso, rápido e sem erros, existem softwares de manuais que podem lhe ajudar a entender o problema e, consequentemente, a resolvê-lo com facilidade. Entre eles recomendamos nossos manuais Simplo, que detalham passo a passo o diagnóstico e a solução, evitando perdas de tempo.

Mas voltando ao assunto desse artigo, vamos lhe ensinar o passo a passo para criar um orçamento de prestação de serviços automotivos.

Pesquise os preços da concorrência, mas não copie

O dono de uma oficina mecânica precisa entender quem são seus concorrentes e analisar os preços cobrados. Isso vai lhe ajudar a saber com quem você está competindo, seja em valores ou em diferenciais.

Para isso, é possível usar a estratégia do cliente oculto, em que se faz uma visita à empresa concorrente, numa espécie de sondagem de como é o seu funcionamento.

É possível que a Concorrente A esteja cobrando um valor bem abaixo do mercado. Nesse caso, busque entender os motivos pelos quais o preço é baixo. Aquele preço realmente é viável? Pouca qualificação na mão de obra? Materiais de baixa qualidade? Ou é falta de um controle de custos, lucros e despesas?

É preciso ter em mente tudo isso na hora da pesquisa e no momento da análise. Se o concorrente tem um preço menor por causa da qualificação dos funcionários ou da qualidade dos produtos utilizados, isso vai afetar diretamente no serviço prestado ao cliente. Nesse caso, não se preocupe. Ele pode até atrair mais cliente pelo preço, mas é difícil prestar um serviço de qualidade cobrando pouco. Sem um serviço de qualidade, o cliente não volta.

Para um bom orçamento de serviços mecânicos, cuide bastante os custos e as despesas em todas as etapas. Anote tudo o que você gasta para realizar um serviço, além do preço da sua mão de obra e das peças utilizadas para o reparo. Assim, facilmente, você terá um valor que pode ser cobrado do cliente, sem ocasionar prejuízos para sua empresa.

Como calcular o preço de serviços prestados

A melhor forma de calcular o valor dos serviços é usando o modelo Markup.

Mas como isso funciona?

Trata-se de uma fórmula resumida que, com os valores de despesas fixas e variáveis, além dos custos com peças, lhe dará um valor estimado de quanto você pode cobrar pelo serviço. Esse é o momento de juntar todos os cálculos abaixo e aplicar nessa fórmula. Vamos lá?

Despesas fixas e variáveis

Uma das principais perguntas é: como cortar gastos para que seja possível aumentar o lucro ou diminuir o preço para o cliente? A melhor dica é analisar. Pegue papel e caneta e anote exatamente TUDO o que você tem de despesas fixas + despesas variáveis. Isso vai ser importantíssimo para o cálculo da fórmula Markup. Segue abaixo alguns custos que são comuns na maioria das reparadoras.

  • custos com funcionários: salários, décimo terceiro e férias
  • custos cotidianos: contas de água, luz, telefone e internet
  • custos com o local: aluguel de imóveis, instalações e equipamentos
  • custos fixos governamentais: taxas e impostos
  • custos variáveis: reformas no ambiente, investimento em treinamentos, entre outros
  • custos com ferramentas facilitadoras: aquisição de softwares e de ferramental

Tendo isso pronto para análise, é possível decidir em quais pontos pode-se fazer economia e, quem sabe, até eliminar custos desnecessários. Anotou todas as suas despesas fixas e variáveis? Agora é a hora de entender quanto custa sua mão de obra.

Mas é aí que surge uma dúvida importante: “como saber o valor por hora do mecânico para precificar a mão de obra?”

Não há uma única tabela de preços de mão de obra mecânica

Não existe uma tabela de preço de mão de obra de oficina mecânica, pois há variedades que impossibilitam fixar preços.

Para saber como calcular os serviços prestados, ou seja, o valor da hora do mecânico automotivo, devemos seguir alguns passos.

Caso tenha funcionários, anote o salário que seus mecânicos ganham. Pegue esse valor, divida pelos dias de trabalho durante o mês e, a seguir, divida novamente pelas horas trabalhadas durante o dia. Isso é o que custa a hora do seu funcionário para a execução de serviços.

Mas se sua empresa ainda é pequena e conta com você como mecânico principal, estipule quanto você precisa ganhar para se manter na vida pessoal. Lembre-se que esse é o seu salário, ou seja, praticamente um “pró-labore”, que é a remuneração do seu trabalho como funcionário, ainda que seja o dono ou o sócio do seu negócio. A sugestão é que o restante do dinheiro permaneça em caixa para capital de giro.

Com experiência, é possível imaginar quanto tempo levará para a execução de tal serviço solicitado pelo cliente. Por exemplo, se você imagina que determinado trabalho leva em torno de 2 horas e o preço da sua mão de obra é de R$15, então, sua mão de obra para o serviço custará R$30.

Aplique a fórmula

Agora que você já tem esses valores definidos, é hora de aplicar a fórmula. Para descobrir o valor do seu serviço, utilize:

100 / [100 – (DV% + DF% + LE%)]

Em que:

  • DV = Despesas Variáveis
  • DF = Despesas Fixas
  • LE = Lucro Esperado

O valor resultante será dado em porcentagem. Suponhamos que seu markup tenha fechado em 12%. Agora basta somar o seu markup + custo das peças utilizadas para o reparo + preço da mão de obra. Com um exemplo prático, pode ficar mais fácil.

Suponhamos que sua peça para o reparo custou R$ 500,00.
Para o reparo, você utilizará 2 horas, ou seja, R$ 15,00 (média da hora que fizemos anteriormente X 2 = R$ 30,00

Agora some tudo.

R$ 500 + R$ 30 + 12% desse valor = R$ 593,60

Então esse é o valor que seu serviço poderá custar. Lembrando que quanto maior a porcentagem do markup, maior será o seu lucro médio de uma oficina mecânica.

O que pode afetar a tabela de preços de serviços mecânicos automotivos

Na prática, uma tabela de preço de mão de obra mecânica pode ser facilmente calculada. Na teoria, entretanto, é preciso observar alguns fatores que podem influenciar na sua tabela de preços. Entre eles, a região do país.

A gente sabe que em estados economicamente mais ricos, as pessoas possuem maior poder de compra, o que pode aumentar o seu lucro estimado e, consequentemente, o seu markup. Em contrapartida, em regiões mais pobres, o poder de compra do cliente é menor, o que, caso você cobre um valor muito acima, pode acabar afastando-o.

Mas não só isso. A quantidade de serviços prestados também é um fator importante para se analisar. Quanto maior a sua oficina mecânica, não em espaço físico, mas em aprimoramento de serviços, maior poderá ser o seu lucro. Mas como fazer isso?

Como já explicado, é possível contratar softwares que dispõem de informações fáceis e métodos intuitivos para os reparos, como os manuais do Simplo. Com isso, você perde menos tempo e aumenta a sua eficácia de trabalho.

Isso vai interferir diretamente no tempo que o reparador leva para concluir um reparo. Ou seja, otimiza o preço de mão de obra na oficina mecânica. Com preços competitivos, você larga na frente da concorrência.

Conte sempre com o Simplo, o maior acervo de manuais técnicos para reparadores da América Latina!