Garantia de serviços mecânicos: saiba tudo que precisa

Imagem mostra o reparador anotando dados sobre em uma prancheta

Atualizado em 24 de abril de 2021

Entenda mais sobre a garantia de serviços mecânicos e veja dicas para conquistar a confiança do cliente

Garantia de serviços mecânicos é o direito do consumidor na oficina mecânica. Como funciona? A seguir abordaremos tudo o que você precisa saber sobre a lei de garantia de serviços prestados por oficinas mecânicas e como se prevenir.

Um mecânico de confiança é fundamental para o cliente. Uma vez conquistada a credibilidade é bem provável que ele volte, e o melhor: lhe indicará aos amigos. Mas se, caso acontecer algum problema, e o proprietário do carro precisar retornar pelo mesmo motivo? Mesmo precisando da garantia é possível gerar fidelidade, para isso é necessário ficar por dentro da garantia de mão de obra mecânica.

Código de defesa do consumidor: oficina mecânica

Segundo o artigo 36 do Código de Defesa do Consumidor, o prazo de 90 dias de garantia é aplicado tanto para serviços quanto para produtos duráveis. Porém, existem diversas especificações que podem alterar ou não essa situação.

Vejamos a seguir.

Nota fiscal

A lei de garantia de serviços prestados só é válida mediante a apresentação da nota fiscal. E esse é o primeiro passaporte para ganhar a confiança, afinal como confiar em alguém que não disponibiliza a NF? Ela é de suma importância, uma vez que sem ela o cliente não terá o direito de reivindicar algum reparo.

É importante que conste na NF ou no contrato todas as peças substituídas e, se possível, o número de série e a marca. Desse modo você poderá solicitar para o seu fornecedor o ressarcimento das peças. Guarde também as notas fiscais dos produtos que você comprar, pois precisará delas para não ficar no prejuízo.

Dica

Não esqueça de guardar uma cópia da NF do cliente, pois além de ter um controle melhor do que você fez, essa pode ser uma estratégia para torná-lo freguês. Digamos que ele tenha perdido a nota e precise dela para retornar ou para algum fim particular. Você não tem a obrigação de fazer isso, mas caso faça demonstrará boa fé, ou seja, ganha pontos a mais com o cliente.

Peças adquiridas em outro lugar

A oficina mecânica não pode obrigar o cliente a comprar as peças oferecidas pela oficina. Isso caracteriza venda casada, conforme o artigo 39, inciso I, do Código de defesa do consumidor (CDC) .

É direito do consumidor adquirir as peças em um lugar e solicitar o serviço em outro, se assim ele desejar. Mas, caso a peça adquirida por fora tenha uma garantia superior a três meses a oficina não é obrigada a dar o mesmo período de garantia no serviço.

Além disso, é importante que o cliente apresente a nota fiscal do produto comprado em outro local, principalmente para evitar peças de origem duvidosas. Esse fato pode descaracterizar inclusive a garantia dos 90 dias.

Termo de garantia de mão de obra mecânica

Esse termo é válido para a garantia contratual, ou seja, é quando o fornecedor, sendo ele o fabricante ou o prestador de serviços, oferece uma garantia acima dos 90 dias. Nos três primeiros meses a nota fiscal normalmente é suficiente para assegurar a garantia.

Porém, em alguns casos como peças de origem duvidosa cabe optar pelo termo também.

  • A garantia de serviços prestados não é obrigada a se estender pelo mesmo período das peças que não tiverem sido adquiridas na oficina mecânica.
  • Você deve levar algumas coisas em consideração ao oferecer uma garantia acima de 90 dias:
  • A peça é de origem duvidosa?
  • Nova ou usada?
  • O conserto em questão é durável?
  • Qual o modelo do carro?
  • Esse cliente roda muitos quilômetros por mês? (motoristas de aplicativo, por exemplo)

Termo de garantia de serviços mecânicos prestados: baixe um modelo gratuito

A Jusbrasil disponibiliza em seu site os mais variados modelos de contrato, entre eles o modelo para serviços prestados. Você pode baixá-lo gratuitamente e editar conforme a sua necessidade.

Não esqueça de mencionar a origem das peças que foram trocadas. Caso tenha sido o cliente pergunte a ele onde as adquiriu e mencione no termo.

Tempo de garantia de serviços mecânicos

Após responder essas perguntas e outras que julgar necessário, você poderá avaliar o tempo que pode oferecer. E assim, explicar com sinceridade ao cliente o motivo pelo qual está ofertando determinado tempo de garantia na mão de obra. Eis mais um motivo para conquistar a fidelização dele.

Garantia de peças usadas

A garantia de produtos usados é também de três meses. Entretanto, cabe uma ressalva: essa lei só se aplica para pessoas jurídicas que tem como profissão a comercialização deste produto.

Em caso de peças automobilísticas é comum um motorista vender peças de um carro que tenha dado perda total. Mas sua profissão é professor, por exemplo. Nesses casos a peça não possui garantia.

Agora, se a peça foi vendida por um desmanche, revendedor autorizado ou pela própria oficina passa a valer os 90 dias.

E se o mesmo problema continuar por defeito em outra peça?

O prazo de garantia de serviços se estende apenas ao sistema consertado e as peças já substituídas. Caso apareça outros defeitos, sobre o mesmo problema, será necessário um novo orçamento. Em virtude disso, é importante averiguar todos os possíveis defeitos, como, por exemplo, na garantia de motor retificado.

Afinal, se o cliente voltar pelo mesmo problema e descobrir que terá que trocar outras peças e pagar por elas é possível que ele não retorne outra vez.

Não tenho CNPJ, como fica a garantia?

É de responsabilidade civil da oficina mecânica quando o prestador de serviços não possui CNPJ. No código de defesa do consumidor nada consta quando se trata de uma venda ou serviço prestado por pessoa física. Por isso o cliente poderá recorrer ao Código Civil se houver necessidade.

Cabe ressaltar que apesar da inexistência da lei no CDC presume-se a boa fé do mecânico caso haja algum dano no período dos 90 dias.

Dicas para evitar problemas com a garantia e conquistar a confiança do cliente

Prazo de entrega do carro

Os reparos feitos em oficina mecânica podem acumular e prazo estourar, e como diz o velho ditado: A pressa é a inimiga da perfeição. Como agilizar isso? fique de olho nas próximas dicas.

Ordem de serviço

Assim que o veículo chegar faça uma ordem de serviço, é um dos meios mais eficazes para se organizar e agilizar a entrega. Com ela em mãos poderá listar com antecedência as peças que serão necessárias e o tempo estimado para entrega do veículo. Desse modo poderá encomendar as peças com antecedência evitando atrasos.

Delegue um responsável

Caso você tenha funcionários, delegue um para ficar responsável por cada veículo que entrar na oficina. Isso implicará uma maior responsabilidade a ele, sabendo de tal responsabilidade o profissional prestará mais atenção para evitar que o veículo volte. O mesmo pode ficar responsável por redigir a ordem de serviço, ou, delegue alguém para fazer todas as ordens de serviço.

Especule

Pergunte ao cliente todas as anormalidades que ele tenha notado no carro, como barulhos e luzes do painel. Ah, e não esqueça de anotar essas informações junto a ordem de serviço.

Peças originais

Essa é óbvia mas é sempre bom frisar, evite oferecer peças de origem duvidosa. Mas se o cliente optar por um produto mais barato, solicite que o mesmo traga a peça. Registre isso no termo de garantia de serviços prestados.

A garantia de serviços mecânicos é complexa. Mas como podemos perceber, a garantia de serviços prestados pode se tornar um ponto forte diante da concorrência. Outro fato muito importante para evitar qualquer tipo de descontentamento é entender exatamente como funciona o carro que está em suas mãos.

Conte sempre com os Manuais Simplo para isso!