Como organizar uma oficina mecânica: 7 ações indispensáveis

Ações básicas de organização e limpeza, gestão financeira, investimento tecnológico e em capacitação. Tudo isso faz parte da estrutura de uma oficina mecânica e contribui para o sucesso do negócio

Seja pequena ou grande, uma oficina mecânica precisa ser organizada, principalmente em seus processos internos. Manter o espaço, os equipamentos e as ferramentas de trabalho limpos é essencial tanto para quem realiza, quanto para quem contrata um serviço.

Algumas empresas, inclusive, apostam em metodologias de trabalho para organizar a oficina, como, por exemplo, o programa 5S.

Dicas rápidas e simples para organização e limpeza da sua oficina mecânica

1. Tenha um painel para organizar as ferramentas

É impossível encontrar uma oficina que não tenha ferramentas. As chaves, martelos, parafusos, trenas, alicates são a base mínima de um profissional mecânico. Depois disso, estão os móveis para oficina mecânica e a bancada de trabalho.

Se você ainda não tem um painel de ferramentas trate agora de providenciar. Uma boa dica é utilizar painéis perfurados que são práticos, ocupam pouco espaço e mantêm tudo o que você precisa ao seu alcance. Você pode fazer uso de etiquetas de marcação e separação por cores do setor, que auxiliam na organização visual da oficina.

Existem ainda, produtos organizadores para ferramentas maiores: caixas, potes e gavetas que servem para guardar tudo o que lhe for útil.

Não é novidade para ninguém que manter os materiais e as bancadas da oficina em ordem, além de causar boa impressão para os clientes, facilita o trabalho dos mecânicos e a execução de cada procedimento.

Pense na praticidade e destine alguns minutos do dia para organizar o seu espaço: separe tudo o que você precisará antes de iniciar o serviço e, ao final, coloque de volta no seu lugar correto de armazenamento.

2. Demarque os espaços de serviço

Ao contrário do que alguns profissionais pensam, uma oficina pequena também pode ser organizada. Um dos principais pontos para isso acontecer é a delimitação de áreas, mesmo que reduzidas, para cada ação a ser realizada.

Procure pensar na ordem de trabalho e coloque cada equipamento em ordem de uso. Também vale fazer uma lista do passo a passos de cada atendimento.

Se a sua oficina tem mais de um mecânico, pense em criar estações de trabalho para cada um deles. Isso faz com que cada profissional tenha controle sobre seu local e fique encarregado de cuidar das ferramentas, da limpeza e organização da sua própria área de serviço.

Obviamente todos precisam se ajudar e realizar serviços juntos, mas essa é uma boa ideia para começar a tornar a oficina mecânica mais organizada.

Outra opção é redefinir os espaços por atividade. Se você não tem como investir alto nesse quesito, procure pelo menos manter as bancadas de trabalho, os armários, os equipamentos e ferramentas em lugares estratégicos que facilitem o acesso do reparador. Ou seja, um conjunto de tarefas, com espaços demarcados e sinalizados, agiliza a execução dos serviços.

Por fim, não esqueça que o primeiro serviço é o atendimento ao cliente. Então, se programe para que isso ocorra em um ambiente separado e mais organizado dos locais em que são realizados os reparos e manutenções.

No final, faça uma análise de tudo e, se preciso, redefina os espaços conforme a necessidade do negócio.

3. Programe horários para limpeza

Sabe aquele ditado do “sujou, lavou”? Essa regra também pode valer dentro da sua oficina. Desenvolva o hábito de limpeza com seus mecânicos e estabeleça a norma de que ao final de cada trabalho, tudo deve ser limpado.

Caso a demanda esteja grande, tornando impossível a organização imediata do espaço e materiais, programe horários para que isso aconteça.

Não deixe sujeira acumulada dentro da oficina, pois isso só prejudicará o andamento dos trabalhos. Tais medidas evitam o acúmulo de óleo no chão e que as ferramentas fiquem espalhadas pelo ambiente. Também ajudam na manutenção das pinturas das paredes, na durabilidade dos móveis e a melhorar visualmente os ambiente de trabalho.

Atente, ainda, para espaços como a recepção e banheiros, onde a circulação frequente de pessoas os banheiros, principalmente de clientes.

Por aqui, a gente também já falou sobre os cuidados especiais para limpar o chão da oficina. Se você já se perguntou como fazer isso, saiba que existem soluções e produtos adequados para as oficinas de carro.

Aposte em materiais específicos para limpeza profunda de manchas de tinta ou óleo e, ainda, desengordurantes, desincrustantes alcalinos, desengraxantes, detergentes e limpadores de alta performance, indicados para para pisos e paredes de oficinas.

4. Organize-se financeiramente

Você não sabe como organizar uma empresa financeiramente? Pois bem, a gestão financeira é uma ação fundamental para o sucesso de qualquer negócio. Não à toa, a situação econômica reflete na saúde e nos resultados da sua oficina mecânica.

Lembre-se que num plano financeiro estão envolvidos todos os clientes, fornecedores e equipe de funcionários.

Um dos fatores que deve ser considerado pelos proprietários é o planejamento e organização do fluxo de caixa. Quando o balanço financeiro é mantido em dia, os gastos e ganhos da oficina mecânica são entendidos de uma melhor forma.

Aí, caso sejam percebidas folgas no orçamento, você pode investir em ações que sejam benéficas à empresa – contratar novos colaboradores ou comprar mais equipamentos – e trazer mais lucro para o seu negócio.

5. Invista em tecnologias e profissionais

Mais do que nunca, uma oficina mecânica precisa estar preparada para investir em novas tecnologias. Tanto o atual momento que estamos vivendo, quanto a eletrônica embarcada passaram a exigir mais do mercado automotivo.

É sempre bom utilizar equipamentos adequados para o seu serviço, desde as ferramenta mais básicas até os aparelhos eletrônicos e softwares necessários para o seu negócio.

Além disso, os profissionais também fazem parte da estrutura de uma oficina mecânica. São eles quem estão diariamente em contato com tudo o que chega e sai da sua oficina., por isso é importante estabelecer uma boa relação de trabalho com os seus funcionários.

Os investimentos no quadro profissional tendem a retornar positivamente à oficina: treinamentos e cursos técnicos no ramo de atuação levam à mais qualidade nos serviços, otimiza tempo, motiva e estimula o crescimento da equipe.

E sobre a organização e limpeza da oficina? Durante o diálogo com sua equipe, não esqueça de pedir a colaboração de todos! Com o material à sua disposição e confiança nos seus funcionários, fica mais fácil e rápido realizar os trabalhos e você vai ganhar reconhecimento do seu cliente.

6. Ofereça serviços e atendimento de qualidade

As oficinas mecânicas atuais oferecem serviços bastante especializados. Da mesma forma que são necessários aprimoramentos tecnológicos e profissionais, também é válido buscar referências em serviços de apoio a empreendedores, como o Sebrae, e concentrar forças na sua oferta de serviço.

Independentemente se você decidir atender trabalhos de mecânica em geral ou apenas um campo de atuação (alinhamento e balanceamento, troca de óleo e filtros, suspensão, sistemas de injeção, sistema de ar condicionado), é preciso prestar um bom serviço.

E esse serviço começa pelo atendimento e vai até a entrega final do produto. Não adianta ter uma das oficinas mais organizadas do setor, se não há atenção e qualidade na relação com os clientes.

Então uma das nossas dicas é preparar uma recepção para acomodá-los, assim eles aguardam em um ambiente confortável enquanto os reparos no veículo são realizados. E, se possível, mantenha contato depois da entrega do serviço, para obter um feedback e também construir relacionamento.

7. Descarte corretamente os resíduos

O gerenciamento e o descarte correto de resíduos também deve ser uma das preocupações das empresas que atuam com foco no mercado automotivo. Além de contribuir ecologicamente com o meio ambiente, você estará gerenciando mais um dos processos de organização.

Captar, separar e destinar o lixo da oficina (óleo, sobras de tintas, solventes, graxas, demais produtos tóxicos, peças, pneus, estopas, papel, embalagens plásticas, etc.) é uma tarefa conjunta.

O plano de gerenciamento de resíduos reflete em vantagens que vão desde a redução de custos organizacionais, a diminuição de acidentes dentro do espaço de trabalho, a limpeza concreta dos espaços da oficina, até a credibilidade com o cliente.

Receba nossos conteúdos exclusivos por e-mail!